Certas PalavrasPágina de Marco Neves sobre línguas e outras viagens

Como se diz «Feliz Natal» na Lapónia? E em Belém?

Qual será a língua falada no presépio? E qual é a língua do Pai Natal?

Apesar das más-línguas que afirmam ver no Pai Natal uma invenção da Coca-Cola, o senhor de barbas brancas tem origem em várias tradições bem mais antigas, nascendo da figura de São Nicolau, com um não-sei-quê de deus Odin à mistura. Nesta imagem de 1916, já encontramos o São Nicolau vestido de Pai Natal. (A fonte é esta página, dedicada ao santo.)

A história é interessante, mas pergunto: que língua falará o senhor vestido de vermelho?

São Nicolau falaria grego e, assim, para nos desejar Feliz Natal diria algo parecido com «Kala Christougenna», ou seja, Feliz Nascimento de Cristo (no alfabeto grego, seria «Καλά Χριστούγεννα!»).

Se avançarmos uns bons séculos e olharmos para o nosso mui moderno Pai Natal, é comum dizer-se que vem da Lapónia. Pelo menos, é comum dizer-se por cá. Nos Estados Unidos, a morada do Pai Natal é o Polo Norte. Mas fiquemo-nos pela (recente) tradição portuguesa…

Ora, se o Pai Natal vive mesmo no Norte da Finlândia, falará lapão. Desta forma, quando sai de casa e entrega os primeiros presentes, dirá Feliz Natal nessa língua: «Buorrit Juovllat». Também saberá falar finlandês — assim, dirá também: «Hyvää joulua». Em sueco, a segunda língua oficial da Finlândia, dirá: «God jul!».

Olhemos agora para o presépio: já que Jesus ainda não sabe falar, em que idioma falam Maria e José entre si? Falam aramaico, a língua mais comum por ali, nesses anos em que o primeiro milénio antes de Cristo estava a acabar (embora ninguém soubesse). Assim, se quisessem desejar Feliz Natal aos pastores, diriam algo do género: «Eedookh Breekha!» — mas para imaginar tal coisa, temos de acreditar no milagre do anacronismo. Assim seja. Hoje, em Belém, talvez se oiça mais «Eid Almilad» (a Festa do Nascimento), em árabe, língua dos palestinos, tanto muçulmanos como cristãos.

Seja em que língua for, resta-me desejar a todos: Feliz Natal!

(Crónica no Sapo 24, baseada em texto anterior desta página.)

RECEBA OS PRÓXIMOS ARTIGOS

Autor
Marco Neves

Professor na NOVA FCSH, tradutor na Eurologos e autor de livros sobre línguas e tradução.

Comentar

Certas Palavras

Autor

Marco Neves

Blogs do Ano - Nomeado Política, Educação e Economia