Certas PalavrasPublicação de Marco Neves sobre línguas e outras viagens

O espanto do galego: e se de repente encontrasse uma língua quase igual ao português?

Sabem aquele caso do passageiro que encontrou um sósia no avião?

O homem ficou espantadíssimo e a foto do momento correu mundo. Ora vejam:

dopp1-e1446230116541

Ora, parece-me que não seria menor a surpresa de alguns portugueses se atentassem com ouvidos de ouvir na língua dos nossos vizinhos do norte.

Vejam esta canção, cantada pelo grupo Luar na Lubre e que encontrei no sempre interessantíssimo mural de Facebook de Fernando Venâncio.

Claro que quem sabe as voltas que a língua deu percebe perfeitamente que o português e o galego vêm do mesmo sítio e tiveram ali muitos séculos de unidade que só muito recentemente se quebrou (se é que se quebrou).

Quem nunca pensou nisso e ouve, de repente, o galego, pode ficar com a estranha sensação que há uma região de Espanha que anda a tentar falar português. A surpresa será parecida com a do homem da foto, mas talvez com menos risos, que isto de unidades entre diferentes povos da península põe muitos portugueses com a irritação à flor da pele.

Não é caso para isso. O português e o galego estão muito mais próximos do que imaginamos, mas não precisamos de ir a correr encontrar uma solução política à medida dessa proximidade. Os galegos já têm a sua boa dose de dores de cabeça à volta da questão. Fiquemos nós, calmos, surpreendidos com a língua galega e talvez um pouco mais atentos aos vizinhos do norte.

Afinal, ficaremos a perceber melhor donde vem a nossa própria língua se nos deixarmos de complexos e sorrirmos ao ouvir essas palavras galegas, que são tão nossas. Ficaremos também maravilhados com as diferenças, que são deliciosas.

Porque a Galiza não é o nosso país de que fala a canção, mas haverá poucos povos a quem o nuestros hermanos com que apodamos os espanhóis se aplique tão bem. E até podemos dizer isso mesmo em português: nossos irmãos. Eles percebem.

Autor
Marco Neves

Tradutor na Eurologos, professor na Universidade Nova de Lisboa e autor da Gramática para Todos.

Comentar

2 comentários
Certas Palavras
Blogs do Ano - Nomeado Política, Educação e Economia