Categories
Línguas do mundo Português

Qual é a origem da palavra «Verão»?

O Verão está a começar, pelo menos em Portugal. É um pretexto para ir saber onde fomos buscar o nome da estação.

Por estes tempos em que nos habituámos a receber compras em casa, fiz uma encomenda numa loja da Finlândia, país onde (infelizmente) nunca fui. Fiz a encomenda na quinta; recebi de imediato uma mensagem a informar-me de que só poderiam enviar a factura na segunda-feira, porque quem trata das facturas já tinha ido para casa e o dia seguinte (sexta-feira) era feriado na Finlândia.

Como sou curioso, fui ver que feriado era aquele. Seria o dia nacional lá do sítio? Não era: era a Véspera do Solstício — uma grande festa na Finlândia. Nesse dia, quase tudo está fechado, apesar de não ser um feriado oficial. São os dias do famoso sol da meia-noite, dos fins-de-semana com amigos numa casa na floresta, das festas do Solstício…

Não é só na Finlândia que esta época é importante. Em inglês, é chamada de «Midsummer», como em A Midsummer Night’s Dream, a peça de Shakespeare que se passa na Véspera do Solstício…

Esse «Midsummer» devia ser, pelo nome, ali em meados do Verão, não é? Mas não: é mesmo a noite do início do Verão — pelo menos, como entendemos o Verão em Portugal. Na verdade, a definição do que é o Verão não é universal — e não falo da conhecida troca das estações entre os dois hemisférios (no Brasil, o Verão começa em Dezembro). Falo mesmo do dia do mês…

Antes de explicar essa indefinição, peço que repare na origem da própria palavra para Verão: vem do latim (sem surpresas), mas vem da palavra latina para Primavera: «vēr». Essa palavra é irmã da palavra grega «éar», da palavra persa «bahâr» e da palavra russa «vesná» — e todas significam «Primavera». Na Península Ibérica, a certa altura, começámos a chamar Primavera ao Verão e a palavra acabou como «Verão» em português, «Verano» em castelhano — e assim também em quase todas as línguas latinas da península. Só em catalão a palavra não deu um salto: a estação diz-se «estiu», que vem de «aestās», o Verão latino (em português, também temos o estio e palavras derivadas, uma outra forma de falar do Verão).

A nossa palavra para Primavera vem de «primeiro Verão». Era a primeira parte da estação mais quente. Aqui temos um sinal de que as estações não são conceitos universais, bem definidos, que começam em todo o mundo no momento do solstício ou do equinócio — que é a forma como as entendemos, nos dias de hoje, em Portugal.

Em muitos países, entende-se que o Verão começa logo no dia 1 de Junho. Já na Finlândia — onde começámos esta viagem—, o conceito de Verão não está ligado ao percurso da Terra pelo espaço, mas antes às temperaturas médias. O seu início muda de região para região e o dia do Solstício ocorre quando o Verão já vai avançado.

Para as tradições da época, o que importa é que o Solstício do Verão é o dia mais longo do ano. Está a meio do tempo dos dias longos e quentes (daí aquele «Mid» em «Midsummer»).

As festas do Solstício são antiquíssimas e encontramo-las por toda a Europa: só que por cá chamamos-lhes Santos Populares… Aliás, também na Finlândia, o nome cristão do feriado é «São João» — e, seguindo a velha tradição europeia de misturar festas pagãs com feriados cristãos, por estes dias celebra-se o São João um pouco por toda a Europa. Mas aposto que só nós temos os martelinhos…

Desejo a todos um excelente Verão!

(Crónica publicada no Sapo 24.)

Receba os próximos artigos

Marco Neves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *